3 Formas do Video Marketing Impulsionar a sua Marca

3 Formas do Video Marketing Impulsionar a sua Marca
22 set 2015

O Video Marketing não é apenas uma estratégia para gerar visibilidade, posicionamento de mercado e conversões. Ele também desempenha um dos aspectos mais importantes da natureza humana: a arte de contar histórias.

Bons vídeos sociais (social videos) geram reflexões, conversas, buzz e assim podem criar uma conexão positiva com a sua marca.

Na Tama Pitch, nosso foco é gerar essas conexões emocionais nos vídeos, de pelo menos três formas:

1. Conexões emocionais para criar lealdade à marca

Foi cientificamente comprovado que as conexões emocionais constroem lealdade e influenciam as decisões de compra.

Um artigo da Psychology Today relata algumas pesquisas e estudos em que foram observadas em imagens de ressonância, onde determinadas áreas do cérebro acendem quando as pessoas estão envolvidas em emoções na hora de tomar uma decisão de compra. As neuro-imagens mostram que, ao avaliar as marcas, os consumidores são levados principalmente pelas emoções (sentimentos e experiências pessoais) em vez da informação (atributos da marca, características e fatos).

Talvez a característica mais importante das emoções é que elas nos empurram para a ação. Em resposta a uma emoção, nós seres humanos somos obrigados a fazer alguma coisa. Em um confronto físico, o medo nos obriga a escolher entre “lutar ou fugir”. Na vida cotidiana, o desejo de pertencimento ou a insegurança pode nos levar a comprar o mais recente iPhone.

Se você cria vídeos que criam empatia e geram respostas emocionais, é muito mais provável que consiga fidelizar a sua marca e direcionar mais vendas do que outras marcas que não usam vídeos ou que não conseguem despertar emoções em seus vídeos.

2. Conexões emocionais para criar confiança.

Assim como as conexões emocionais criam fidelidade à marca, elas também ajudam a estabelecer a confiança. Essa confiança não é construída quando a empresa fala bem dela mesma ou faz promoções, mas sim, quando compartilha o contexto emocional da mensagem.

Para você criar uma resposta emocional rápida, é preciso usar emoções fortes, mas evitar o apelo comercial. Fazer um branding mais forte pode levar muitos espectadores a desconsiderar o conteúdo do seu vídeo, resultando em perda de interesse ou abandono.

Um exemplo bem conhecido é o da série de vídeos que a Dove criou chamada “Campanha pela Real Beleza“. Os vídeos mostram mulheres comuns unidas sob a causa da beleza única, que cada mulher tem. Essa campanha ajudou muito a melhorar a auto-estima feminina.

Dica:

Para criar uma campanha assim, pense cuidadosamente em como a sua empresa, produto ou serviço está relacionado a um tema que desperta profundas emoções humanas no seu público-alvo.

O objetivo é você encontrar um link para um problema que preocupa seus consumidores e se relaciona diretamente ou até mesmo tangencialmente com a sua marca ou produto. Ao mesmo tempo, você deve certificar-se de que o tema que você escolher também reflete positivamente a posição da sua marca.

3. Conexões emocionais para impulsionar conversas

Gerar conversas é o objetivo principal dos vídeos sociais. Então, outra forma de estabelecer uma forte ligação emocional com o seu público é impulsionar conversas. E você pode conseguir isso criando vídeos com conteúdos relacionados ao bem público, ou à questões sociais e ambientais.

Vamos pegar o exemplo, da série de vídeos da AT&T, “It Can Wait” (“Dá Para Esperar”). É uma campanha meio chocante, mas nos alerta para as terríveis consequências de escrever mensagens de texto enquanto se está dirigindo.

Com mais de 3 milhões de visualizações e mais de 3.000 comentários, a AT&T sem dúvida, iniciou conversas com este poderoso vídeo social.

Dica:

Pense em como a sua marca pode criar conteúdos em vídeo que criem consciência para algum problema ou para algum risco, ao mesmo tempo ativando fortes drivers emocionais para a sua marca.

Sua marca não precisa ser grande

Você não precisa ter uma grande marca para se beneficiar do poder do vídeo social. Hoje, qualquer empresa pode usar vídeos. Pense apenas em como você pode conectar a sua marca à uma história poderosa que impulsione o seu negócio.

Deixe seus comentários abaixo


Lilia Porto

Lilia Porto é criadora da TamaPitch e especialista em Video Marketing. Também é curadora de conteúdo do site O Futuro das Coisas. Twitter: @liliapcastro | Google+

Observações

  1. Obrigado por dividir conosco esse tipo de conteúdo! Precisamos cada dia mais relacionarmos com as pessoas, interagirmos, sermos lembrados… O vídeo é uma ferramenta muito poderosa quando usada da maneira correta, pois é como se estivéssemos falando com a própria pessoa frente a frente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *